21/04/2015

À minha amiga M. ♡



A M. é aquela amiga a quem pela primeira vez chamei melhor amiga. 

Ontem a M. fez anos, dei-lhe um envelope, abriu e ficou desiludida, o envelope tinha o convite do baptizado de Baby V. de quem ela vai ser Madrinha, mas ainda assim ficou desiludida, disse-me que esperava que lhe escrevesse qualquer coisa, umas palavras bonitas como dizia em tom trocista.

Antes de começar a unir estas palavras parei para reflectir, deixei todas as nossas memórias – as recentes e as antigas – ocuparem a minha cabeça, e fico feliz quando recordo o que já vivemos juntas e fico expectante com aquilo que juntas ainda temos para viver.

Querida M.

Tenho duas palavras bonitas para te dizer – Desculpa e Obrigada! 

Desculpa por te ter desiludido ontem, por certo e ao longo destes 20 anos de amizade não terá sido a primeira vez que te desiludi, mas consigo ouvir-te a  dizeres-me “não te preocupes”, já perdi a contas às vezes que a minha consciência pesa por não ter sido a amiga que devia ser, de quando te falho ou não estou à altura do que devia e mereces, desculpa.

Obrigada por chegares sempre no momento certo, no momento que eu mais preciso, por estares comigo quando sorrio mas também quando choro, por teres um sentido de humor e uma gargalhada contagiante, um sorriso travesso, um olhar perspicaz, por aceitares os meus defeitos, pela sabedoria do uso do silêncio quando sabes que ele próprio vai dizer tudo o que preciso, por me reprovares com um olhar mudo por não me quereres magoar com as palavras, por me incentivares quando tenho medo, pelos segredos sempre bem guardados, por compartilhares comigo o que me faz doer e o que me angustia, por me ensinares que a vida é como uma peça de teatro, que por vezes não há tempo para os ensaios e ainda assim temos que subir a palco e dar o nosso melhor.

Sou tão feliz por te ter na minha vida!

♡♡♡♡

Sem comentários:

Publicar um comentário