09/08/2021

A vida não traz livro de instruções...


A vida não traz livro de instruções.

Há uns dias fechei um ciclo estrutural na minha vida. Um ciclo intrínseco. Um porto de abrigo. Um ciclo que fez de mim muito daquilo que sou hoje. Um fecho de ciclo estrutural faz estremecer e causa burburinho interno. Fiz uma lista mental dos dias bonitos que nele vivi. Quero guardar só as lembranças boas. 

Os ciclos fecham-se mas a vida segue, em modo certeiro, em modo erróneo, na verdade, em modo tentativa erro e assim se vai tentando gerir. 

A vida não tem livro de instruções e por isso está tudo bem em existirem dias menos bons e está tudo bem em exisitirem dias em que não estamos bem. 

Nem sempre se reflete por fora o que se está a passar por dentro. 

Sabemos lá nós o que às vezes se passa na cabeça e no coração dos outros, porque a vida, a vida não traz livro de instruções! 

22/05/2021

7 anos de ti ❤️



O dia de anos de um filho é sem dúvida um rewind, para qualquer Mãe, de um dia inesquecível, onde todos os detalhes são recordados ao pormenor. 


Mais do que um dia inesquecível faço o rewind de uma viagem inesquecível que fiz até te ter no meu colo.


És o filho mais querido de todos os filhos. 


Por muito que tente não há medida que meça o amor que te tenho. 


Parabéns meu amor ❤️ 


Que sejas feliz todos os dias 🎂

❤️

19/03/2021

Pode ser...




Quem acompanhou o meu percurso académico e profissional diria que este dia nunca chegaria.

Nunca quis ir para Direito e nunca quis ser Advogada.


O meu Pai não me permitiu seguir aquilo que eu achava que queria e ainda bem. 


Depois a minha Mãe foi fazendo sugestões e quando Direito surgiu, respondi com um: Pode ser!


Pode ser um gelado de morango? Pode ser uma fatia de pizza? Pode ser Direito? Pode ser!


Quando acabei o curso, achando que já tinha feito o favor à minha Mãe, Direito Pode Ser, está bom e chega.


Não satisfeita, arranjou forma de eu não conseguir dizer que não a uma oportunidade de estagiar num sitio que hoje muito agradeço ter tido essa sorte.


A verdade é que eu não estava feliz, achava que Direito não vestia verdadeiramente a minha pele, fiz um esforço gigante e quando estava a conseguir encarrilar, acharam que não correspondia às expectativas e pensei, Direito Pode Ser, é agora que não pode ser mais.


Mas pôde…trabalhei numa empresa em que passado pouco tempo me foi atribuído um cargo de chefia e acreditei, trabalhei num sitio onde aprendi imenso sobre relações humanas de forma positiva e negativa e acreditei, trabalhei numa empresa onde me contrataram mesmo sabendo que eu não sabia fazer absolutamente nada do que era preciso fazer e voltei a acreditar…a verdade é que Direito não só pôde ser como, apesar de muitas vezes me fazer chorar, fez-me sempre acreditar.


A partir do meu primeiro “Pode ser" a vida deu-me um caminho com várias estradas e, inconscientemente e sem pensar, fui fazendo algumas escolhas ali ao jeito do um, dó, li, tá… hoje cheguei ao ponto de criar uma sociedade com duas amigas e partir para a aventura de ter uma sociedade minha, e isto, vindo de mim é hilariante. 


Obrigada aos que um dia me disseram que era incompetente, aos que acharam que eu tinha perfil de liderança, aos que me aceitaram mesmo sabendo que não sabia nada do que era preciso fazer, aos que acreditaram, aos que impulsionaram, sem vocês, sem a lição que me deram, hoje não estaria neste caminho.


Podia acabar com: "Acreditem nos vossos sonhos!" mas isto nunca foi um sonho, prefiro acabar com: "A vida sabe o que faz!"


Agora vou só ali tirar este sorriso incrédulo, nervoso e orgulhoso da cara.


@cmo_advogados_pt 


♥️

17/01/2021

41 🎂

 


Perguntaram-me há pouco tempo: O que é que a Becha de 40 diria à Becha de 30? E o que dirá a Becha de 50 à Becha de 40?

Respondi que a Becha de 40 diria à Becha de 30: “Não cries expectativas sobre nada. Os amigos vão falhar-te. Não confies em todas as pessoas. De vez em quando será preciso seres egoista e pores-te em primeiro lugar. Não te anules. A vida dá muita volta. Nunca percas a esperança nunca deixes de acreditar. Vais desiludir-te com mais facilidade. Baixar os braços nunca será solução. O tempo cura tudo. Acredita sempre que o dia de amanhã é sempre melhor que o anterior.” E que a Becha de 50 dirá à Becha de 40: “Estás a ver, depois da tempestade vem a bonança e tudo o que passaste serviu para seres agora ainda mais forte e mais preparada para um futuro calmo e sereno.”


Entro nos 41 com um único objectivo e ainda assim não lhe deposito grande expectatica. Entro descrente... de mim, das pessoas, da humanidade, da amizade, do amor... entro nos 41 com a obrigação de responder como deve de ser a estas duas perguntas... diz quem leu as minhas respostas: “Tão pouco para quem tem tanto. Não te enganes a ti própria. Sê sincera contigo.” 

Tentarei fazer o melhor possível!