04/05/2015

Do Dia da Mãe


Ontem, ao contrário do que li em inúmeros murais, o meu dia não foi envolto numa maternidade idílica e perfeita.

Acordei e estavam já os três na sala, no sofá, o A. no meio com um de cada lado, ignoraram-me, estavam bem no aconchego do Pai, não senti que fosse dia da Mãe.

Estiquei os braços a baby V. não ligou, pedi um beijinho a baby M., não deu, não me apeteceu mesmo que fosse dia da Mãe.

Passado um bocadinho Baby V. quis vir ao meu colo, Baby M. correu em minha direccão enquanto gritava MÃEEEEEEEEEEEE…apeteceu-me que fosse dia da Mãe.

O dia correu como de costume, envolto em biberões, chuchas, fraldas, birras, sopas, sestas, banhos, senti que era dia da Mãe.

No instante que Baby M. nasceu percebi que ser Mãe não é um compromisso diário, é sim um compromisso para a vida, um compromisso com dias mais ou menos fáceis, com dias mais ou menos felizes.

Todos os dias é dia para ser vossa Mãe.

♡♡♡♡

Sem comentários:

Publicar um comentário