28/04/2016

Viajar e deixá-los, eu consegui!

Disse: “Tem a minha vida nas suas mãos” chorei quando os deixei.

 

Bati a porta e senti que não ia inteira, que parte de mim ficava para trás.

 

Coração apertado.

 

Nunca pensei que podia ter tantas ideias e pensar em tanta desgraça em tão pouco tempo.

 

A imaginação voou alto, as preocupações chegaram em catadupa e as soluções passavam ao longe. Confesso que por vários momentos me apeteceu desistir.

 

Respirar fundo e contar até 1, 2, 3… passou a ser uma estratégia.

 

Aproveitei a viagem.

(E pensei neles...)

Aproveitei o A.

(E falei deles...)

Acordámos quando os olhos quiseram abrir.

(E telefonei para eles...)

Comemos (o que quisemos) à hora que nos apeteceu.

(E tive saudades deles...)

Passeamos sem ter que empurrar um carrinho.

(E voltei a falar deles...)

6 dias sem obrigações…



Foi bom, tão bom!

 

Afinal de contas depois do filhos viajar a dois é possível e necessário.


❤️❤️❤️❤️

 

Sem comentários:

Publicar um comentário