09/01/2017

A poucos dias...


de entrar nos 37... 

O ano passado, e pela 1ª vez, fiz boicote ao dia do meu aniversário, primeiro não queria nada, depois quando decidi que queria festejar, tudo o que tentava planear me saia furado, depois desejei que alguém o fizesse por mim, ninguém fez, depois quando voltei a tentar ouvi demasiadas desculpas e "não posso" e acabei por passar a meia noite com 3 pessoas das importantes, e por fim decidi que no dia queria apenas um pijama e uma manta, que estava bom, que era o me que bastava e assim foi! 

Passado uns meses fiquei com a sensação de que não tomei a opção certa e que se calhar devia ter insistido comigo e não me ter deixado levar. 

Hoje, a poucos dias de entrar nos 37 a mesma sensação está a apoderar-se de mim. Mas como é que é possível estar a 3 dos 40? Como é que é possível? quando ainda me sinto presa a uma miúda. quando ainda sinto que falta qualquer coisa. quando ainda sinto que me falta viver tanta coisa. quando ainda há coisas que não me bastam. quando ainda me sinto insatisfeita. quando ainda sinto que não cheguei à minha plenitude. quando ainda sinto que tenho tanto para receber e muito mais para dar. Isto está a passar tudo depressa demais e eu não estou a conseguir acompanhar. Ou serei demasiado ambiciosa ou demasiado insatisfeita?! ou até demasiado complexa?!

Se há uns bons anos atrás me tivessem perguntado como é que eu achava que iria estar a minha vida quando fizesse 37 anos garantidamente que a resposta seria bem diferente de como está a minha vida  agora a ser vivida. 

Confesso-me desiludida com algumas decisões, confesso-me errada com algumas escolhas, assim como me confesso agradavelmente surpreendidas com algumas opções.

E se o ano passado ansiava pela serenidade este ano anseio pela resiliência, não fosse 2017 um ano que se afigura cheio de adversidades que não serão nada mais do que novas oportunidades.

e este ano, não me vou deixar levar!

♥️♥️♥️♥️

Sem comentários:

Publicar um comentário