12/01/2015

Coisas minhas#2

A semana passada não foi uma semana fácil por várias razões, não fui a pessoa mais bem disposta ou sorridente, tolerante ou afável, consequentemente também não fui a melhor Mãe do mundo e ando aqui agonizada, angustiada, atormentada, martirizada com um episódio que tive com baby M. 

Já sabia, já tinha ouvido falar e inclusive lido qualquer coisa sobre os terrible two, mas caramba, terrible é apelido. Baby M. sempre foi muito senhora do seu nariz, não tivesse ela uma personalidade tão parecida com a minha segundo o A., sempre soube bem o que queria e como queria mas antes ainda lhe conseguíamos dar a volta, agora não, ela quer porque quer levar a dela avante e não desiste por nada!

Num dos seus acessos de choro só porque foi contrariada, depois de eu ter dito mil vezes para se levantar do chão frio da cozinha, enquanto chorava e gritava pela chucha que eu repeti e repeti que estava mesmo ao seu lado e ela depois de a ver decidiu pontapeá-la, já cansada e fora de mim dei-lhe uma palmada na fralda, escusado será dizer que o choro e os gritou aumentaram enquanto me dizia: 

- Nãoooooooooooooooo, Nena (como ela auto se intitula) miga (amiga)! 

Ia morrendo, não estava a acreditar na capacidade que ela tinha de me fazer sentir mal com a minha atitude.

Proferiu aquelas palavras que me soaram idênticas a: Porque é que fizeste isso? Eu não merecia!

Aquelas palavras ecoam na minha cabeça a todo o instante e tenho feito um esforço para não desatar num pranto cada vez que me lembro.

Decidi mudar a minha atitude com ela, acabaram-se os gritos, os ralhetes, as palmadas na fralda, decidi optar por ignorar algumas situações, não dar importância para ela também não perceber que me atinge, a ver se consigo dar a volta à situação de uma forma mais saudável.

E sim minha querida filha és muito minha amiga! 

♡♡♡♡

Sem comentários:

Publicar um comentário