04/05/2014

Feliz dia da MÃE!



No dia da Mãe não vou falar de mim enquanto Mãe, vou falar da melhor Mãe do Mundo - a minha Mãe.

Se há pessoa que tem estado de pedra e cal ao meu lado, que se mudou cá para casa de armas e bagagens, que se anulou enquanto pessoa, melhor, que anulou toda a sua vida para poder cuidar de mim foi ela.

Foi ela que de repente deixou de ter uma filha e ficou com 4, eu, o A., a M. e o V., é ela que têm a maior responsabilidade deste barco ter andado até então.

Mesmo nos momentos mais complicados, o seu discurso foi sempre positivo, sempre de força e esperança e sempre sempre sempre com um sorriso nos lábios.

Ser mãe é sem dúvida o maior papel que uma mulher desempenha ao longo da sua vida, a responsabilidade de colocar um filho no mundo e prepará-lo para o mesmo, é um desafio cheio de barreiras, dificuldades, manobras perigosas mas acompanhado das maiores alegrias vividas e sentidas.

Todos nós achamos que a nossa Mãe é a melhor Mãe do Mundo, é óbvio que é um cliché, até porque, quantas vezes dei por mim a pensar nas atitudes da minha mãe para comigo e a dizer para mim própria, quando for Mãe não vou dizer isto ou fazer isto aos meus filhos!

A realidade é que não há mães perfeitas, todas falhamos em qualquer altura, todas nem que seja uma vez na vida temos sentimento de culpa relativamente aos nossos filhos, porque lhes falámos mal, porque lhes ralhámos sem motivo, porque não tivemos a paciência que deveríamos e quantas vezes descarregamos neles assuntos que em nada lhes compete.

Sou a única filha da minha mãe, e acho que ela fez comigo não um bom trabalho, mas um excelente trabalho (gaba-te cesta J), ela é sem duvida a minha melhor amiga, a minha companheira e confidente, e não há um passo que dê sem a consultar.

E parece que a M. segue os passos da mãe e já nutre pela Avó um sentimento muito idêntico, podemos perguntar-lhe por todas as pessoas, onde está o Pai? Onde está a Mãe? Mas quando se pergunta onde está a Avó, toda as suas feicções se alteram, fica com um sorriso gigante e os olhos até brilham, como quando ficamos emocionados e as lágrimas nos chegam aos olhos de alegria.

A realidade é que é inexplicável aquilo que temos e sentimos uma pela outra, falamos com um simples olhar, um simples gesto, um simples suspiro, conhecemo-nos como ninguém.

Para tudo na vida é preciso um bocadinho de sorte, e eu tive a sorte de nascer tua filha.

Podes não ser a melhor mãe do mundo, mas eu também não sou a melhor filha do mundo, mas és a MINHA e eu não saberia nem queria ser filha de mais ninguém.

E o tal sentimento de culpa, não o tenhas, tal como eu não tenho por saber que por vezes te respondo mal e sou até mal educada, mas o nosso amor tem a capacidade de superar tudo.

Afinal ter Mãe e ser Mãe é ter a sorte de sentir o Maior Amor Existente!

Um dia feliz para todos, para as Mães e para os filhos em especial!

♡♡♡♡



Sem comentários:

Publicar um comentário