28/11/2017

Vamos de férias...

e não os vamos levar!

Já falei sobre a primeira (aqui) e a segunda (aqui) vez que decidimos viajar sozinhos sem os levar, sobre isto da vida a dois precisar de ser alimentada, precisar de atenção, precisar de dialogo e precisar de fugir ao desgaste normal que os filhos trazem a um casal.

Como todas as Mães, ando cansada, tive um ano particularmente exigente a todos os níveis, e  mais do que fisicamente, sinto-me cansada psicologicamente que é para mim um cansaço muito mais difícil de gerir. 

Ao contrário das outras vezes em que fomos meia dúzia de dias, desta vez demos um grito de socorro e vamos 12 dias. 

12 dias inteirinhos sem filhos. 

Apesar de ter tido vários meses para me preparar, sei que vou a espernear, a olhar para as fotografias deles e a perguntar se não os deviamos levar connosco.

Mas depois rendo-me às evidências:

12 dias só para os dois, a conhecer um canto do mundo que vai certamente mexer com os nossos sentidos e com toda a certeza fazer muito bem à saúde do nosso casamento que às vezes também se constipa, ou está à beira de uma pneumonia, os filhos descansam de nós, nós descansamos dos filhos e voltamos muito mais calmos, muito mais felizes e muito mais preparados para lidar com as birras, com as brigas, com as chantagens, com os gritos, com os choros, com as dificuldades e com um casamento muito mais saudável.

Tirar férias dos filhos é poder deixar crescer a saudade, a nossa e a deles, é aprender a dar ainda mais valor a este NÓS que eu construo todos os dias. 

Nós vamos descansados carregar baterias enquanto eles ficam a descarregar outras baterias que nos permitem fazer esta loucura. (Obrigada Mãe ♥️ Força e Coragem eles são uns amores)

Daqui a uns dias chegam os abraços apertados cheios de saudades. 

Até lá, vou gozar os meus dias de férias dos meus filhos... mesmo sabendo que vou ter tantas mas tantas saudades, que me vão fazer falta e achando que já não sei ir à praia sem eles. 

♥️♥️♥️♥️

Sem comentários:

Publicar um comentário