01/04/2014

Desejo para Abril!




Sempre fui uma pessoa de contar os dias, sempre tive um calendário na minha secretária que a cada novo dia fazia uma bolinha à sua volta, como se de uma presidiária se tratasse, não me perguntem porque o faço porque eu própria não sei responder, acho que comecei a fazer isso por graça e acabou por se tornar uma rotina! 

Dezembro foi o mês em que tudo se deu, nem sei dizer se foi fácil se foi difícil porque estava demasiado perdida para o qualificar, apenas receava o quanto Janeiro era um mês longo e o quanto me ia custar a passar.

Chegada a Janeiro, este foi o mês mais longo da minha vida, contava os dias, as horas, os minutos e os segundos para que o dia 31 chegasse rapidamente. 

Foi um mês difícil, muito difícil, muito tempo de hospital, um mês sem margem para respirar de alívio e os dias eram vividos um dia de cada vez sempre com o risco do pior poder acontecer. 

Depois chegou Fevereiro, não me assustou, é um mês pequeno e mentalizei-me que iria passar rápido e passou, apesar dos dias difíceis que também ai vivemos e de nesse mês termos vivido o primeiro grande balde de água fria.

De Dezembro até meio de Fevereiro as hemorragias não nos deram qualquer trégua, a meio de Fevereiro tivemos a primeira suposta luz verde, mas falso alarme, logo três dias depois voltámos à estaca zero.

Chegamos a Março e mais uma vez achei que ia ser um mês longo, mas não foi, passou rápido, ao longo do mês as coisas também foram acalmando embora muito lentamente e eis que agora para o fim tivemos novamente uma luz verde, mas desta vez o espírito é outro e a segurança também, não me perguntem porquê mas há coisas que sentimos e desta vez sinto que não vamos voltar a ter um segundo balde de água fria e que as coisas vão finalmente começar a compor-se.

E estamos em Abril!

Em Abril, volto a ter a sensação que vai ser um mês custoso de passar, mais 30 dias pela frente….por favor Abril…..voa! e não me pregues partidas!


Sem comentários:

Publicar um comentário