25/07/2014

O tempo






... esse bandido que teima em passar rápido, esse bem precioso que nunca é demais, faz-vos crescer a uma velocidade que a minha cabeça e peito não conseguem acompanhar, foram, são e serão sempre os meus bebés.

De modo egoístico desejo tantas vezes voltar a ter-vos só para mim, dentro de mim, onde os sinto só meus, onde sinto o que mais ninguém consegue sentir.

O tempo esse que tatua a minha vida, que vos tatuou em mim, tatuagens sem dor, com cores que por muito tempo que passe nunca vão desbotar.

O tempo carregado de aliados que tenho de enfrentar, os anos, os meses, semanas, dias, horas e segundos que tenho que aproveitar milimetricamente para que nada me escape, para que nada perca de vocês, de nós, do tempo!

♡♡♡♡



Sem comentários:

Publicar um comentário