25/11/2014

Para lerem quando crescerem* #3


Saltei de sorriso rasgado nos dias que descobri que vocês moravam em mim,

Saltou o meu coração, os vossos, os nossos, os dos 4,

Saltaram dentro de mim, os saltos que só eu sentia, os saltos de crescimento, os saltos de discórdia quando eu estava para a direita e vocês queriam estar para a esquerda,

Um dia saltaram da minha barriga para a vida, enquanto pequenos saltam de colo em colo, uns mais quentes, outros mais afáveis, todos cheios de carinho e amor mas… peço desculpa… nenhum como o meu, o meu que é recortado e moldado ao vosso tamanho, nenhum como o do vosso Pai que vos abraça e encaixa na perfeição.

Os primeiros passos levam a que queiram mais e mais, querem correr e saltar, saltar em cima da cama enquanto ecoam as gargalhadas contagiantes que emocionam aqueles que vos amam, Baby V. tu ainda não saltas com os teus próprios pés, mas Baby M. tu sim, e adoro os teus saltos, com os dois pés, pouco sólidos, descoordenados mas intensos como que a afirmares-te, com o tempo os pequenos saltos vão ficando destemidos e vão querer saltar mais e mais alto, vão conseguir com firmeza saltar com um só pé, vão dar saltos para a agua, saltos à corda, ao elástico…vão crescendo e saltam de escola em escola, espero que não de curso em curso, vão saltando de namorado em namorado, saltam de trabalho em trabalho e vão ouvir falar muito do salto na carreira, vai chegar o dia que saltam da nossa casa e saltam para os braços de alguém com quem vão querer passar o resto da vida, saltam para um casamento, para uma casa nova, e eventualmente saltará de vocês um filho.

Os saltos da vida, a vida é feita de saltos, altos, baixos, pensados, ponderados ou aqueles por impulso aqueles sem pensar, saltem, saltem muito, com um pé com os dois mas sempre com o cuidado de ver onde vão cair, onde vão pisar, onde vão aterrar, saltem de para-quedas (eu e o Pai saltámos, um dia conto no que resultou), saltem fora do que não gostam ou não vos faz bem, evitem saltar no escuro, saltem os obstáculos, dancem aos saltos, tu baby M. saltarás de saltos altos, saltem de alegria e façam alguém saltar de alegria, sim salta-se de alegria e não há idade, façam alguém saltar para os vosso braços, para o vosso abraço, colo, beijo, para vocês.

A vida é feita de saltos, quero conseguir ensinar-vos a saltar, ensinar-vos a saberem onde põem os pés, que o mundo seja pequeno demais para os vossos saltos.

Com amor 
Mãe 


*para quando souberem ler

Sem comentários:

Publicar um comentário